terça-feira, 10 de setembro de 2019

Haikai #03

Os gênios são aqueles
Que acham padrão e perfeição
No meio do ordinário.

Jonathan Campos

terça-feira, 3 de setembro de 2019

O dia mais escuro

O povo olha em tenebroso silêncio
Enquanto tiranos abusam do poder
Dos céus chega um sombrio anúncio
Aos que acham que nada há a temer.
As trevas se adensam sobre a terra
Cedo a escuridão cai sobre o mundo
A fina garoa resultante da guerra
Que a Vida perde, um choro profundo.

"Eu vi os animais correrem em agonia,
As cinzas dos mortos chegam a mim.
Terra e árvores, a vegetação ardia...
Malditos os homens de ganância sem fim!
Vocês foram julgados, não há como correr.
O fim de vossa era, eu agora prenuncio."
O relógio da extinção começou a correr,
E o povo olha em tenebroso silêncio...



Jonathan Campos

sábado, 23 de março de 2019

Poema #01



O melhor verso de amor
Não pertence a nenhum autor

Sempre foi e será repetido
Por todos, e por tempo indefinido

É aquele que você sempre ouviu
É o que o todo sentimento resumiu

E agora eu digo sem engano
É simplesmente: "Eu te amo".



Jonathan Campos

sexta-feira, 15 de junho de 2018

Evolução Romântica

No começo era apenas curiosidade
Só via de longe, mas pensei em conversar
Sem perceber surgiu a amizade
E minha admiração crescia sem parar

Assim que partia, eu já sentia saudade
De repente uma paixão veio a aflorar
Desejava te ter pela eternidade
Mas o tempo me ensinou a esperar e respeitar

Deixei de lado o egoísmo e a obsessão
E quis me dedicar a ti por inteiro
Sua felicidade era a prioridade para mim

Foi quando senti no fundo do coração
O sentimento mais puro e verdadeiro:
Um amor pleno, incondicional e sem fim.



Jonathan Campos

terça-feira, 12 de junho de 2018

Haikai #02

Quero enfim amar!
Nesse apaixonante mar
Quero eu mergulhar...


Jonathan Campos

sexta-feira, 8 de junho de 2018

O Retorno do Menestrel e Novidades



Meus caros leitores...
Nesses últimos meses eu tive alguns problemas e projetos paralelos que acabaram comprometendo a frequência das postagens, esses problemas variaram desde de falta de papel (Sim, percebi que muitos não sabiam desse fato, mas eu realmente escrevo e desenho a mão, com pena e nanquim em papel canson, todos os meus poemas e depois subo as fotos para o blog), falta de motivação, e outros projetos como estudos, livros, e minha nova empreitada no ramo da produção de vídeo, mas sobre este último falarei depois em um post específico, já que ele tem relação com o conteúdo desse blog também.
Porém, quero anunciar que agora darei o máximo de mim para postar conteúdo novo toda semana, normalmente toda sexta-feira. Tenho um conto sendo produzido, vários haikais prontos e poemas à caminho. Portanto, podem esperar por bastante conteúdo literário daqui pra frente.
Como novidade quero divulgar meu novo instagram: @menestrelmoderno lá estarei postando apenas as poesias, por enquanto (As fotos tem alguns floreios a mais para deixar mais artístico), mas planejo eventualmente colocar mais conteúdo também. Espero que gostem do que está por vir. Até mais, e obrigado pelos peixes!

Arte em cárcere

Esta sociedade que tranca artistas
Em gaiolas e prende sua individualidade
Com barras de críticas e rudes vistas
Lançadas contra sua vasta criatividade

Os ignorantes e os de mente pequena
Com olhar mortal silenciam suas vozes
Quais pássaros de belíssimas penas
Trancafiados por seus algozes

Penas por outras pessoas pintadas
Com tinta e cores que não são as suas
Identidades assim são roubadas
Para agradarem quem anda nas ruas

Transformam os cantos em elegias
Cortam as asas de sua imaginação
Sorrisos quentes em lágrima frias
Falam mal do que fizeram de coração

Não julguem-os pela arte que se faz
Libertem as almas em cativeiro
Deixem-os expressar-se em paz
Merecem a liberdade, o céu inteiro...



Jonathan Campos